O inventário de imóveis na Flórida finalmente mostra sólidos sinais de crescimento. A região de Orlando já registra o quarto mês consecutivo de alta no número de imóveis a venda, cenário que parecia distante no início do ano, ocasião em que o mercado encontrava-se superaquecido e com compradores disputando agressivamente os poucos imóveis disponíveis no mercado. Contudo, ainda há uma escassez significativa de propriedades, o que retarda as projeções de volta à normalidade do mercado e mantem a região como uma das mais promissoras para investidores.

Relatório recente divulgado pela empresa Up for Growth’s, uma associação voltada para soluções de moradia, revelou que a região metropolitana de Orlando (Orlando-Kissimmee-Sanford) tem hoje um déficit de 20.136 propriedades.

Panorama mercado imobiliário Orlando: Inventário cresce, mas preços matem tendência de alta

Construtoras não conseguirão entregar tantas propriedades. Preços tendem a manter alta

O número é expressivo, já que será praticamente impossível para as construtoras da região entregarem tamanha quantidade de propriedades no curto ou médio prazo. Os novos empreendimentos podem demorar de 3 a 6 anos para serem concluídos. E não há terrenos, mão-de-obra e material suficientes para suprirem tamanha demanda em tão pouco tempo.

Diante deste cenário, é de se presumir que os preços mantenham tendência de alta.

De fato, o preço médio dos imóveis no mês de junho de 2022, apesar da alta de inventário, atingiu novo recorde, de $ 387 mil. Uma alta de 1,9% em relação ao mês de maio, de acordo com a Orlando Regional Realtors Association.

Por que os preços subiram tanto e permanecem em ritmo de alta?

Os preços já vem subindo de forma acelerada nos últimos dois anos, principalmente por conta da invasão de moradores de outros estados, principalmente Nova York e California. A Flórida é percebida pelo restante dos Estados Unidos como uma região onde os imóveis são mais baratos, ainda que tenham apreciado. Além disso, o “Sunshine State” é visto como um estado mais “business friendly”, com menos impostos e maior qualidade de vida. Neste contexto, grandes corporações americanas estão migrando suas divisões para a Flórida e, com elas, seus funcionários.

Estima-se que até 2026 a Flórida receba 849 novos moradores por dia. É de se concluir, portanto, que o déficit de casas e apartamentos tende a ficar cada vez maior, com a consequente pressão sobre os preços.

Alta dos juros “freia” mercado, mas não interrompe alta dos preços

As últimas decisões do FED aumentaram significativamente os juros americanos e tem como objetivo principal frear a escalada da inflação, um problema global.

Juros altos impactam diretamente o mercado imobiliário, já que custos maiores de financiamento levam mais pessoas a cancelarem ou adiarem a compra do imóvel.

Menos pessoas comprando tem como consequência o aumento no número de imóveis disponíveis à venda no mercado (inventário maior).

Contudo, mais imóveis no mercado, como já explicado acima, não significa, necessariamente, queda nos preços.

No caso da Flórida, o déficit é tão grande que um aumento no número de imóveis no mercado pode “esfriar”, mas não inverter a tendência de alta nos preços.

Pico provavelmente passou, mas preços permanecem em alta. Mercado pode estar voltando à normalidade

É consenso no mercado, entretanto, que o pico do mercado provavelmente passou. A situação vista nos últimos dois anos não era sustentável e tratava-se de um contexto pontual, provocado pela pandemia.

Ainda que tímido, o movimento de volta à normalidade é visto com bons olhos. Um mercado desequilibrado e insustentável pode trazer grandes oportunidades, mas também grandes riscos.

Oportunidades permanecem e, agora, em um mercado mais seguro

Se antes o mercado estava propício para investidores, agora mostra-se mais ainda.

Antes a demanda era tão grande que, mesmo um comprador interessado e disposto a fazer uma oferta boa, não conseguia levar a proposta adiante.

O chamado “Bidding War” ainda existe, mas não da forma agressiva que estava antes. É possível pesquisar e encontrar uma oportunidade boa com mais calma e realizar um investimento sólido e seguro.

Sobre a CAP International

A CAP International é uma imobiliária global especializada na Flórida e voltada para o público brasileiro. Caso queira saber mais sobre as oportunidades no setor imobiliário de Orlando, Miami e Tampa Bay, entre em contato agora mesmo e bata um papo comigo por WhatsApp: +55 11 98111-2555 (Carlos Barros).